InovaçãoAPI

O que é uma API e como ela ajuda o trabalho do desenvolvedor?

Você sabe o que é uma API e qual a importância dessa funcionalidade para os desenvolvedores de software? A API facilita muito o trabalho desses profissionais porque agiliza o processo de integração entre sistemas, incluindo aqueles que utilizam linguagens de programação diferentes.  

Para que você conheça os vários usos da APIs, suas vantagens e possibilidades, escrevemos este post. Confira agora o que é uma API, para que ela serve, quais são os tipos existentes e os seus benefícios. Leia agora!

O que é uma API e para que ela serve?

A API (sigla para Application Programming Interface) é uma função ou procedimento que permite integrar sistemas e compartilhar informações entre eles. Vamos pensar no universo dos sistemas ERP. Eles podem ser integrados, por exemplo, a um chat para comunicação interna, por meio de uma API.

Outro exemplo é a integração do Google Maps ao site. Sabe quando você entra na página de contato de uma empresa e encontra a localização exata da loja no mapa? Então, isso é possível por meio de uma API que integra o sistema do Google ao site da loja.  

Do ponto de vista do desenvolver, a API é uma ferramenta fundamental para o desenvolvimento de sistemas robustos e que permitam a integração com outros softwares para tornar a solução ainda mais eficiente.

Na prática, a aplicação envia um requerimento, recebido pela API. Depois, a API procura as ferramentas que permitam a comunicação entre os sistemas e retorna possibilitando essa comunicação. 

A seguir, vamos ver os tipos de aplicações existentes!

Quais os tipos de APIs existem hoje?

Há diferentes modelos de API no mercado, com funções e linguagens distintas. Confira a seguir quais são eles!

Web services

As APIs Web services utilizam redes para fazer o envio de dados, por meio de SOAP ou REST. O primeiro faz a comunicação entre diferentes objetos por dados XML. Já no segundo caso, a troca de informações entre cliente e servidor é feita por JSON ou XML.

Hypermedia

A API Hypermedia é um modelo mais evoluído do REST. Ela permite realizar a integração entre diferentes ambientes, como dispositivos móveis ou de IoT, chatbots, softwares e sensores. 

Event-Driven

A principal característica da API Event-Driven é a transmissão de informações em tempo real. Esse tipo de API é construído por HTTP streaming e Long-Polling, WebSocket e WebHooks. 

Agora que você já sabe o que é API e quais os tipos disponíveis, veja as principais vantagens de usar essa aplicação!

Vantagens de usar as APIs

Separamos 8 benefícios de utilizar a API. Não perca!

Conectar sistemas de diferentes linguagens

Uma API pode integrar sistemas desenvolvidos em linguagens de programação diferentes. Isso economiza o trabalho dos desenvolvedores, já que dispensa a instalação de diversos recursos para realizar essa integração. Esse processo pode atrapalhar o fluxo de desenvolvimento dos sistemas e atrasar os projetos. 

Com a facilidade de conexão entre tecnologias diferentes por meio de API, os desenvolvedores conseguem diversificar os softwares e aplicativos construídos, além de permitir o compartilhamento de ferramentas entre apps distintos. 

Segurança

A utilização de API para integrar sistemas torna o processo bastante seguro, protegendo os bancos de dados compartilhados pelos softwares. Além disso, apenas as informações previamente selecionadas são compartilhadas, garantindo ainda mais a segurança dos dados do negócio e dos clientes. Ou seja, a empresa criadora da API pode definir o que será e o que não será compartilhado entre os sistemas.

Facilidade de acesso 

Uma API pode ser aberta, o que a torna mais acessível (lembrando que também é possível restringir o acesso, no caso da API privada). Além disso, o sistema pode ser facilmente acessado por parceiros, consumidores e outros desenvolvedores. Isso abre espaço para uma cultura constante de feedbacks com o objetivo de melhorar os softwares e adequá-los aos desejos dos clientes.

Personalização

As APIs permitem camadas personalizáveis, o que melhora o desempenho das soluções de acordo com as necessidades dos clientes e torna a entrega de serviços mais flexível.  

Padronização

Como a API segue um protocolo para integração, um mesmo código é usado para realizar esse procedimento com qualquer software. Assim, a integração é feita automaticamente, economizando o tempo e o esforço dos desenvolvedores.

Eficiência

Uma das grandes vantagens da API é a centralização de dados em um mesmo ambiente, já que os sistemas integrados compartilham informações de forma fluída. Assim, os usuários não precisam repetir dados em diferentes softwares, economizando muito o tempo da equipe. Esse modelo também evita erros, retrabalho e duplicação de dados, otimizando a eficiência dos processos. 

Agilidade

Com a integração entre os sistemas, o usuário não precisa administrar vários softwares de uma vez. Ele consegue realizar todas as atividades importantes para a gestão do negócio em um único lugar, deixando o trabalho da equipe muito mais ágil. Além disso, a comunicação interna e externa também ganha em rapidez. Afinal, a API permite integrar sistemas de atendimento aos softwares de gestão, de modo que as informações sobre conversas com clientes ficam registradas na plataforma.

Produtividade

Como os usuários têm mais eficiência e agilidade no trabalho por conta da API, a consequência é o aumento da produtividade, já que o tempo das tarefas é reduzido. A rapidez das integrações automáticas também permitem que os desenvolvedores tenham mais tempo para se dedicar a outras atividades relevantes.

O que você achou do artigo de hoje? Para saber mais sobre APIs e a importância que elas têm no dia a dia dos desenvolvedores, confira um infográfico gratuito sobre o assunto.