InovaçãoInsurtechs

As insurtechs mais disruptivas do mundo (parte 2)

No primeiro texto da série os pontos principais de destaque ficaram por conta do surgimento das insurtechs e os motivos de empresas estarem investindo neste tipo de startup disruptiva.

O segundo post da série “As insurtechs mais disruptivas do mundo” abordará de que forma as novas tecnologias estão sendo usadas por quatro importantes empresas do mercado de seguros: Element, Jetty, Limelight Health e Mylo.  

Novas tecnologias para seguros

As insurtechs são o pontapé inicial para que as seguradoras continuem tendo um papel importantíssimo no setor por meio de ações mais inteligentes, custos menores/ receitas maiores e estruturação adequada para as próximas gerações.

Além disso, elas ultrapassam os modelos-padrão de venda de seguros e, quando aliadas à Tecnologia da Informação, promovem uma transformação digital nas seguradoras.

O Big Data também é ‘estrela’ para essas empresas. Ao investir no potencial de utilização de grandes volumes de dados é possível utilizar informações vindas de ambientes on-line, como redes sociais, por exemplo, para criar modelos preditivos que analisem clientes potenciais, metodologias de avaliação de riscos, novas fontes de receita, eficiência de política de preços etc.

O investimento em ferramentas de automação de processos também é muito utilizado. Eles são capazes de promover redução de custos, serviços mais ágeis e menos burocráticos, facilidade na contratação e cancelamento de produtos e até mesmo na solução de sinistros.

Ou seja, as possibilidades são infinitas! A seguir, vamos conhecer um pouco mais do potencial disruptivo de quatro insurtechs bem-sucedidas.

# 1 - Element

A Element é uma insurtech alemã localizada em Berlim (Alemanha). Fundada em 2016, desde o seu início teve como objetivo tornar o seguro 100% digital. Além disso, fornece a outras companhias de vários setores produtos ‘whitelabel’ que elas comercializam com suas próprias marcas.

A abordagem digital da empresa possibilita que ela desenvolva apólices de seguro em questão de semanas, mesmo para grupos-alvo muito específicos. Com uma licença completa de seguradora que permite sua atuação em 28 países europeus, a Element pode também operar como gerenciadora de riscos financeiros para seus parceiros e cobrir a maior parte da cadeia de valor dos seguros.

Um exemplo inovador de uma solução de seguros criada pela Element e atualmente disponível é o Versicherung09. Esta solução pode ser usada de diversas formas como:

  • Combinação de seguros residenciais aos de responsabilidade civil para torcedores alemães em cooperação com o grupo de seguros SIGNAL IDUNA;
  • Emissão de uma apólice de seguros de atraso de vôo em cooperação com a FairPlane;
  • Seguros contra riscos cibernéticos (interrupção de rede, ataques de hackers, vírus, erros e/ou fraude de funcionários);
  • Extensões de garantia.

Atualmente a Element conseguiu um financiamento de € 41,5 milhões por meio de investidores europeus e planeja fortalecer sua plataforma e rede, além de expandir os negócios para mercados internacionais.

# 2 - Jetty

Fundada em 2015, Jetty é uma insurtech novaiorquina especialista em seguros de baixo custo para locatários. Oferece cobertura que inclui desde infestações por percevejos até danos eletrônicos. Mesmo com pouco tempo no mercado de seguros, já compete ao lado de empresas famosas como Lemonade e gigantes como State Farm e Geico.

Até o momento atual, a startup já arrecadou um total de US$ 40,5 milhões em três rodadas de investimentos. Seu objetivo é utilizar os US$ 25 milhões conseguidos com o último financiamento para desenvolver novas tecnologias em seguro, contratar mais colaboradores e expandir suas parcerias com mais instituições imobiliárias e proprietários de imóveis.

Da fundação até fevereiro de 2019, Jetty gerenciou mais de 500 mil aluguéis por meio de parcerias com gerentes de edifícios em 46 estados dos Estados Unidos.

A inovação da startup se destaca pela oferta de ferramentas destinadas especificamente aos locatários: Jetty Deposit e Jetty Lease Guaranty. Juntos, esses dois serviços eliminam a necessidade de fiadores ou depósitos de segurança ao assinar um contrato de arrendamento. Isso não apenas economiza tempo e dinheiro dos locatários, mas também ajuda os proprietários a administrarem a ocupação, agilizarem as operações e gerenciarem os riscos.

# 3 - Limelight

Limelight Health é uma insurtech norte-americana fundada em 2014 e que já se beneficiou de três rodadas de financiamento que, juntas, totalizam US$ 44 milhões. Com os US$ 33,5 milhões angariados em 2019, a empresa quer desenvolver mais produtos, aumentar o número de clientes e contratações e ampliar os negócios mundo afora.

O diferencial da startup é a QuotePad, uma das plataformas mais completas de cotação de seguros de saúde e benefícios, em tempo real e com possibilidade de acesso por meio de dispositivos móveis.

A QuotePad ainda possibilita a configuração dos serviços de acordo com a necessidade do usuário, incluindo:

  • Cotação, geração de propostas e renovações;
  • Processos automáticos de pré-venda;
  • Análise de dados e relatórios;
  • Autoatendimento de agentes;
  • Gerenciamento de documentos;
  • Integração completa com outros sistemas e serviços do setor, entre outros.

Por meio desta plataforma, a Limelight Health reduz drasticamente os ciclos de vendas, melhora os prazos de entrega e aumenta os lucros das operadoras. Além disso, sua API garante a integração de ponta-a-ponta a outros sistemas de benefícios, agências e funcionários.

# 4 - Mylo

Lançada nos Estados Unidos em 2015 pelas empresas Lockton, a corretora de seguros digital Mylo angariou US$ 28 milhões em financiamento. O objetivo é reforçar sua posição no mercado, acelerar sua estratégia de negócios e encontrar novas rotas para o sucesso.

A insurtech oferece um portal on-line adequado para pequenas empresas e pessoas físicas receberem aconselhamentos personalizados de agentes licenciados. Mylo ainda oferece uma variedade de produtos de seguros, incluindo para os ramos empresarial, cibernético, saúde, vida, casa, entre outros. A plataforma usa inteligência artificial para ajudar os consumidores a encontrarem a melhor política e os melhores preços.

Neste segundo post da série “As insurtechs mais disruptivas do mundo” você pôde conferir um pouco mais sobre as novas tecnologias para seguros e entender sobre o potencial de inovação de quatro grandes empresas do ramo. Clique aqui para ler o primeiro post e continue acompanhando os conteúdos do Trends.